Novas formas de trabalho: como funciona o coworking e o home office? – por Flavio Maluf

Flavio Maluf afirmou que todo o empreendedor tem um lado irracional, pois tem coragem de largar a estabilidade do emprego para tentar vencer no empreendedorismo. É algo para poucos, uma vez que o cenário se encontra cada vez mais difícil (e tentador). São os momentos delicados que dão força para começar, mesmo que o início seja complicado.

Para Flavio Maluf, o empreendedor precisa ter espírito guerreiro, principalmente para encarar um mercado desconfiado e que muitas vezes vai fazê-lo fraquejar. É importante, nessas horas, ter persistência, foco e discernimento para seguir em frente.

Saber aproveitar as oportunidades, tirando o melhor proveito é fundamental. E elas surgem cada vez mais com um ecossistema voltado para empreendedores que possível identificar na própria região em que atua. Faculdades, empresas, incubadoras e aceleradoras, processos de mentoring e até mesmo outros empreendedores podem oferecer o suporte necessário.

coworking

Coworking Spaces

De acordo com Flavio Maluf, o apoio externo está cada vez mais presente no Brasil, contudo o mercado desconfiado ainda precisa ser mais flexível. Londres, Israel, Vale do Silício são exemplos de lugares que já se mostraram interessantes para os empreendedores. Mesmo um pequeno estímulo já pode causar um grande impacto, principalmente por conta do cenário mais propício que aqui. Trata –se do fenômeno conhecido como “coworking space”.

Diferente das incubadoras e aceleradoras que auxiliam com mentoring e capital o coworking está mais para um ambiente interessante, porém entrega bem mais que isso. Além de toda a estrutura tecnológica e física necessária, o cs oferece algo indispensável: uma atmosfera inspiradora.

Para Flavio Maluf, muito mais interessante que oferecer a flexibilidade de poder alugar desde uma mesa a uma sala de reuniões para apresentar o negócio aos investidores, a proposta incentiva o processo criativo. No We Work, um dos maiores “coworking spaces” do planeta localizado em Nova Iorque e Boston, o visitante tem uma ótima experiência que desperta o interesse em não sair de lá.

A decoração do escritório surpreende: são mesas diversas, salas de reuniões, cafés, fliperamas, mesas de pebolim e empreendedores participando de discussões e no desenvolvimento de projetos. É realmente um ambiente inspirador em que estão inseridas pessoas que compartilham os mesmos interesses, desafios e anseios, o que faz toda a diferença.

O sistema Home Office

Quem ainda não se tornou um empreendedor tem como opção o Home Office, a famosa modalidade de trabalho em casa. Geralmente o trabalhador realiza suas tarefas em casa, no conforto do lar durante alguns dias na semana ou durante toda a jornada de trabalho, conforme a área e a proposta.

Para Flavio Maluf, é algo que faz bem para ambas as partes: a empresa reduz custos com o espaço e o trabalhador passa a ter os benefícios do trabalho em casa. Há quem se engana de que quem trabalha em casa produz menos. Pesquisa conduzida pela Sap Consultores associados mostrou que 75% dos funcionários que atuam em casa rendem mais que funcionários alocados na empresa com a mesma função.

No Brasil, apenas 36% das empresas viram com bons olhos o Home office, contudo é esperado que esse percentual cresça mais com o atual cenário.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s