Flavio Maluf: por dentro da Lego

Maior empresa de brinquedos do planeta, a Lego tem total domínio sobre o ramo, pois além de ser a marca mais valiosa do setor e a líder do mercado, também obtém o maior lucro entre as empresas que atuam no segmento em todo o mundo atualmente. Além disso, como ressalta o empresário brasileiro Flavio Maluf, a organização é fonte de inspiração para muitos designers ao redor do mundo, já que eles usam a imaginação e as peças da marca para criarem cópias fiéis.

Lego

Entretanto, também acontecem fatos negativos envolvendo a empresa, já que, até pelo seu tamanho e representatividade, ela chama a atenção de ladrões, que roubam e vendem ilegalmente na internet os blocos criados pela Lego. Flavio Maluf destaca que a empresa tenta evitar que coisas do gênero aconteçam, pois situações assim dão prejuízo direto para a marca e mancham seu nome. Em 2014, nos Estados Unidos, foram encontradas milhões de peças de Lego que haviam sido roubadas, todos esses blocos recuperados pela polícia foram avaliados em cerca de 300 milhões de dólares.
Flavio Maluf dimensiona a grandeza da organização dizendo que são tantas peças criadas e comercializadas, que se fossem divididas igualmente para cada habitante da terra, cada um ficaria com aproximadamente 86 blocos. A Lego cria 1.140 peças por segundo, o que dá mais de 68.000 por minuto e cerca de 36 bilhões em apenas um ano. Além disso, a marca tem mais de 4.200 modelos distintos de peças, que podem ser produzidas com até 58 cores diferentes. Isso serve apenas para exemplificar o potencial da empresa, afinal, é muito raro que alguém possua toda essa coleção, até porque, isso não é necessário, já que, segundo a própria Lego, com apenas seis blocos com oito pinos, mesmo que da mesma tonalidade, é possível fazer mais de 900 milhões de compilações díspares.

A qualidade da produção da empresa é outro fator que merece destaque, pois em cada milhão de blocos que é produzido pela Lego apenas 18 ficam abaixo do padrão de qualidade exigido. Isso levou a marca a ter um aumento de 15% em seus lucros em 2014, o que levou a companhia dinamarquesa a se tornar a maior do mundo no setor, ultrapassando a Mattel, que era a líder até 2013. Flavio Maluf destaca que a empresa tem fábricas em quatro países e comercializa suas peças em mais de 130 nações. Todo o sucesso alcançado nos últimos tempos também fez a organização se tornar nesse ano a marca mais poderosa do mundo, posto que era ocupado pela Ferrari. No Brasil, a companhia já está presente há quase trinta anos e é representada pela MCassab.

Flavio Maluf também dá ênfase para a preocupação que a empresa tem com a natureza, já que no meio desse ano a Lego se mostrou empenhada em diminuir a emissão de carbono provocada pela produção de suas peças ao anunciar que vai investir quase 150 milhões de dólares em inovações com o intuito de tornar suas atividades menos prejudiciais ao meio ambiente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s