Flavio Maluf: como saber se seu negócio vale a pena

Ter o próprio negócio é o sonho da maioria das pessoas. Contudo, muita gente acaba esbarrando na falta de conhecimento sobre empreendedorismo. Isso porque para quem tem muita noção sobre esse tema e experiência para identificar boas oportunidades, as coisas acontecem de maneira mais simples, mas para aqueles que estão dando seus primeiros passos, essa pode ser uma tarefa complicada, já que requer muito empenho e preparo para lidar com o fracasso. Dessa maneira, Flavio Maluf comenta abaixo uma matéria da Exame sobre o que fazer para identificar se sua ideia de negócio é consistente o bastante para alcançar o sucesso que você espera.

negocios

Flavio Maluf começa destacando que, como diz a matéria, identificar uma oportunidade é apenas o primeiro passo, pois apenas ter uma ideia não significa muita coisa. Outro fator interessante a se destacar é a questão da empolgação, pois muitos empreendedores iniciantes acabam se deixando levar pela emoção e o otimismo e não enxergam o que realmente precisa ser feito, o que lhes faz atropelar etapas e escolher caminhos errados, levando-os ao fracasso.

Isso acontece principalmente pelo fato de muitas pessoas acharem que vislumbrar uma nova alternativa é algo convicto, que efetivamente lhes trará resultado, quando, na verdade, isso só pode ser identificado quanto o negócio estiver ativo, pois independentemente do segmento, ele sempre estará sujeito a alguns riscos. Flavio Maluf ressalta que a matéria cita que após a identificação da oportunidade não se deve logo partir para a montagem do negócio, mas sim estudar amplamente todos os detalhes referentes ao setor em questão, pois isso dará a exata noção do que será necessário para desenvolver as atividades e obter sucesso. Para que isso seja feito de forma correta, Flavio Maluf destaca uma série de perguntas citadas na matéria com o intuito de conhecer todos os aspectos referentes ao negócio e ao mercado em que ele está inserido. As principais delas são:

Qual será o seu público?

Esse público necessita do seu serviço ou produto?

Quais os motivos que levarão esse público a comprar na sua empresa?

O seu produto ou serviço tem potencial para ser visto como algo diferenciado?

Quais os riscos que você correrá e quem são seus concorrentes?

Sua empresa terá consistência para permanecer forte no mercado?

Você se sentirá totalmente à vontade estando desenvolvendo essa atividade?

São inúmeros os fatores a serem pesquisados e analisados, mas depois disso, as atitudes devem ganhar atenção especial. Flavio Maluf comenta que a matéria lembra que, além de ficar muito atrelado ao projeto inicial e não flexioná-lo, outro erro bastante comum cometido pelo jovem empresário é a ocultação de sua ideal com receio de que alguém acabe a colocando em prática antes, quando, na verdade, ele deve deixá-la o mais evidente possível, pois isso lhe permitirá conhecer melhor o mercado e saber importantes métricas. Após toda essa análise e um planejamento bem feito, é essencial colocar a ideia em prática da maneira correta, já que isso será determinante para o seu sucesso ou fracasso.

Fonte: Exame

Flavio Maluf: como conhecer melhor seus clientes?

 

executivos

O mundo dos negócios exige muitas habilidades dos empreendedores, pois tem inúmeros pequenos detalhes que são cruciais para alcançar o sucesso. Um desses fatores que são considerados primordiais para que uma empresa conquiste clientes e mantenha um crescimento constante é a relação que ela tem com seus consumidores, pois a forma como a organização interage com seu público é determinante para a satisfação ou não do cliente.  Assim,  Flavio Maluf reporta a seguir uma matéria da Exame, escrita pelo especialista em vendas Enio Klein, sobre como conhecer melhor os seus clientes.

Flavio Maluf começa mencionando uma frase destacada pelo especialista que, segundo ele mesmo, é como um mantra repetido por quem busca ter um relacionamento saudável com seus clientes. A citação diz: “entender e conhecer o cliente é a chave do sucesso de qualquer negócio”. Contudo, o empresário brasileiro noticia que a matéria diz também que saber que essa frase realmente tem sentido é fácil, difícil é conseguir por em prática o que ela diz, ou seja, viabilizar efetivamente um bom relacionamento com o cliente, ter com ele interações que satisfaçam suas expectativas.

Essa dificuldade acontece especialmente por esse ser um processo que envolve toda a estrutura da organização. Destarte, é fundamental investir corretamente nessa área, qualificando todos os colaboradores que de alguma formam lidam direta ou indiretamente com os consumidores. Para isso, Flavio Maluf diz que o especialista em vendas ressalta que é essencial fazer com que todos os profissionais que interagem com os clientes da marca sejam preparados para lhes proporcionar uma experiência agradável. Nesse sentido, é necessário motivar a equipe a atender visando à satisfação do cliente, e não apenas porque é sua obrigação. Assim, além de conseguirem atingir suas metas financeiras, o trabalho em si tende a ficar mais agradável, pois manter boas relações é fundamental para evitar transtornos.

Flavio Maluf também comenta outro fator interessante citado na matéria, que é a importância de conhecer também aqueles que não serão seus clientes, ou seja, identificar quem não está realmente interessado em adquirir um produto ou serviço da sua empresa, pois isso evitará que você desperdice tempo com interações inúteis.

Outro erro bastante comum é querer saber detalhes irrelevantes sobre o cliente. Por isso, as pesquisas devem ser feitas focando no comportamento de compra daquela determinada pessoa, pois são as informações relacionadas a isso que interessam no momento de traçar as estratégias de venda. Com isso, Flavio Maluf ressalta algumas perguntas listadas por Enio como fundamentais para conhecer amplamente o cliente e saber o que fazer para conquistá-lo. Para começar, é essencial saber quem é ele, quais os detalhes sobre seu comportamento no momento de comprar e como ele chegou até sua empresa, pois é essencial saber o que está atraindo a atenção do consumido, o que lhe permitirá avaliar suas ações. Por fim, é fundamental saber o que o cliente pensa sobre seus concorrentes, pois isso lhe mostrará como sua empresa está em comparação com as outras e lhe permitirá corrigir eventuais falhas.

Fonte: Exame