Flavio Maluf explica o aumento do número de novas empresas no Brasil, segundo dados de janeiro

Os momentos de instabilidade econômica como os que o Brasil atravessa atualmente são bastante prejudiciais aos empreendedores, já que muitos não têm como manter o seu negócio e acabam tendo que demitir uma grande quantidade de funcionários ou até mesmo fechar as portas de suas empresas. E isso atinge desde os pequenos negócios até grandes companhias, que por não terem como manter suas atividades em grande escala, já que o consumo sofre uma grande queda, são obrigadas a reduzir a produção e dispensar muitos empregados.

Entretanto, como reporta o empresário brasileiro Flavio Maluf, o aumento de pessoas desempregadas faz com que cresça o número de novos empreendimentos, já que essas pessoas enxergam no investimento em um negócio próprio uma alternativa para não ficarem desocupadas e sem terem nenhum tipo de ganho. Isso fica comprovado com os dados da pesquisa regional do Indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, que mostrou que no mês de janeiro deste ano houve crescimento do número de novos empreendimentos em 18 estados brasileiros. Flavio Maluf comenta que, embora em alguns lugares como Bahia, Rio Grande do Sul, Goiás e Ceará, tenha ocorrido decréscimo na criação de novas empresas, em estados como São Paulo, que é o líder no aumento do número de nascimentos de novos negócios, o crescimento foi bastante significativo para o mês de janeiro quando comparado com o mesmo período de 2015.

De acordo com a Serasa Experian, foram registrados 166.613 novos negócios no Brasil em Janeiro, o que tornou 2016 o ano que apresentou o maior aumento no registro de novos empreendimentos em seu primeiro mês desde 2010. Flavio Maluf destaca que isso aconteceu porque das 27 unidades federativas 18 apresentaram aumento na criação de novas empresas. Ou seja, em janeiro, 66,6% dos estados brasileiro apresentaram números melhores que os de 2015 em relação à criação de novos negócios.

Flavio Maluf ressalta que as melhores estatísticas estão concentradas na região Sudeste do país, já que São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro, são os estados que tiveram os maiores números. Dos 166.613 novos empreendimentos, número que corresponde a um aumento de 10,5% em relação a janeiro de 2015, período em que foram criadas 150.958 novas empresas, São Paulo foi responsável pela maior alta, com 45.550 negócios abertos em janeiro deste ano, um aumento de 15,5% em comparação com o mesmo mês de 2015. Na sequência aparece Minas Gerais com o segundo maior acréscimo, sendo que foram abertos 19.469 negócios no estado em janeiro de 2016, contra 17.618 no mês correspondente do ano anterior, um aumento geral de 10,5%. Em terceiro lugar ficou o Rio de Janeiro, onde surgiram 19.044 organizações no primeiro mês deste ano, uma alta de 31,9% em relação a janeiro de 2015, quando foram abertas 14.441 novas empresas.

De acordo com a empresa que fez a pesquisa, todos esses números foram impulsionados pelo crescimento do número de microempreendedores individuais (MEIs). Isso porque foram abertas 137.301 MEIs em janeiro de 2016, o que representou 82,40% do total de novos negócios criados no país no período. Para comparar, no primeiro mês do ano anterior foram criadas 119.555 MEIs, totalizando 79,4% de empreendimentos abertos no Brasil. Flavio Maluf comenta que os próprios economistas da Serasa Experian reconhecem que o aumento desses números acontece principalmente pelo crescimento do desemprego, já que este faz com que as pessoas procurem alternativas, como a criação de um negócio, para sobreviverem à crise econômica.

Fonte: G1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s